Implante Dentário pelo SUS: Descubra todos os detalhes e como conseguir

Mais de 80 milhões de pessoas já foram beneficiadas pelo Brasil Sorridente

Quem já sofreu com dor de dente ou teve a saúde bucal comprometida já deve ter sonhado inúmeras vezes com um implante dentário.

Essa técnica é super eficaz para alguns tratamentos, porém, com o valor elevado, pode se tornar uma solução muito distante para a maioria dos brasileiros.

É aí que, mais uma vez, entra o SUS. Você sabia que o implante dentário está disponível gratuitamente na rede pública? Confira agora todos os detalhes do programa Brasil Sorridente

O que é o programa Brasil Sorridente?

Criado em março de 2004, pelo Ministério da Saúde, o programa Brasil Sorridente surgiu da necessidade de cuidar da saúde bucal dos brasileiros de forma gratuita, especialmente da população com baixa renda.

Dessa forma, desde então, o serviço odontológico é oferecido pelo SUS, em postos de saúde, Unidades Odontológicas Móveis (UOM), Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) e hospitais.

Atualmente, existe uma gama de serviços oferecidos pelo SUS para tratamento dentário, entre eles:

  • Extrações;
  • Aplicação de Flúor;
  • Aparelho;
  • Cirurgias;
  • Biópsias;
  • Retirada de Sisos;
  • Tratamento de cáries;
  • Colocação de prótese (dentadura);
  • Periodontia especializada; 
  • Limpezas;
  • Exames;
  • Restaurações;
  • e o tema deste artigo, o implante dentário.

Como conseguir fazer o implante dentário pelo SUS?

O programa Brasil Sorridente é abrangente a todo território nacional, porém nem todos os municípios têm condições de atender a população, seja por falta de estrutura física, ou profissionais capacitados na região. Desse modo, o primeiro passo para conseguir o implante dentário pelo SUS é verificar se o programa já chegou na sua região. Caso negativo, veja a cidade mais próxima para atendimento.

Depois disso, basta comparecer a um posto de saúde munido de documento de identidade e do cartão do SUS para solicitar uma consulta com um dentista. O paciente será avaliado e acompanhado pelo profissional que irá direcionar o melhor tratamento para cada caso.

Se o dentista avaliar que a melhor solução é o implante dentário, a própria rede pública fará a cirurgia no paciente que poderá sorrir de novo. É importante deixar claro que todo o procedimento é feito pelo SUS e de forma gratuita, desde os exames até o próprio implante.

Quem pode fazer o implante dentário gratuito?

Não existe restrição para participar do programa Brasil Sorridente, portanto qualquer pessoa, de qualquer sexo, faixa etária e classe social pode fazer o implante dentário de graça.

Mas o público alvo do programa são as pessoas de baixa renda e situação de vulnerabilidade, logo, tais atendimento são considerados prioridade.

Na época do lançamento do programa Brasil Sorridente, em 2004, uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde mostrava que 13% dos adolescentes nunca tinham ido ao dentista; 20% da população brasileira havia perdido todos os dentes; 45% dos brasileiros não tinham acesso regular à escova de dente.

De lá pra cá, milhões de brasileiros passaram a ter acesso aos cuidados com a saúde bucal de forma regular. 

Para quem o implante não é indicado?

Assim como qualquer outro tratamento, o implante dentário não é indicado a todas as pessoas. Os profissionais de saúde dizem que pacientes com diabetes, pressão alta ou doenças crônicas precisam receber acompanhamento médico para fazer esse procedimento.

Outro ponto de atenção são os pacientes que fazem uso de medicamentos da classe dos bifosfonatos, essas drogas são usadas em neoplasias malignas, doenças de Paget e alguns tipos de osteoporose e inibem a remodelação óssea. Nesse caso a indicação é não fazer o implante.

O implante dentário também não é indicado para crianças e adolescentes, pois como o corpo ainda está em formação, o ciclo do crescimento ósseo não foi finalizado, podendo sofrer alterações durante o desenvolvimento da face.

Sabe-se que a saúde é um ponto de suma importância nos cuidados bucais, mas ter um belo sorriso vai além do aspecto físico. Poder ter a liberdade de sorrir e se alimentar perto de outras pessoas é também uma questão de inclusão social. 

Além dos serviços ortodônticos oferecidos pelo SUS, os interessados em tratamento bucal gratuito também podem procurar as universidades que oferecem curso de odontologia. Normalmente, esses locais oferecem diversos tipos de tratamentos gratuitos, ligue na central de atendimento e se informe.

Por quanto tempo é pago o Auxílio-Maternidade e qual o valor?

Leilão de Celulares da Receita Federal: Veja como participar