Descubra o que fazer para se aposentar com o Teto Máximo do INSS

Em 2021 o valor máximo do INSS é R$ 6.433,57

A aposentadoria é o sonho de muitos trabalhadores, o momento de parar e descansar depois de tantos anos de trabalho. Mas, muitas vezes, junto com a aposentadoria também vem um declínio na renda. Você sabe o que fazer, quanto deve contribuir e por quanto tempo deve contribuir para conseguir de aposentar com o teto máximo do INSS?

Descubra agora quais as condições para ter uma aposentadoria um pouco mais confortável pela previdência social.

O que é o teto máximo do INSS?

O teto do INSS é o valor máximo que uma pessoa pode receber, pela previdência social, quando se aposenta. Em 2021, o valor máximo da aposentadoria pelo INSS é R$ 6.433,57, ou seja, ninguém pode receber valor maior que esse pelo Instituto Nacional do Seguro Social.

Esse valor sofre reajuste anual de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). O objetivo é que o valor das aposentadorias em geral acompanhe a inflação e os aposentados não percam o poder de compra.

Importante frisar que tais regras e valores se aplicam ao teto máximo do INSS, pessoas que também investem na previdência privada terão o acréscimo dessa reserva como fonte de renda. Mas isso é assunto para outro artigo.

Como aposentar com o valor máximo do INSS?

A Reforma da Previdência, que aconteceu em 2019, mudou as regras de cálculo para aposentadoria, desde então, conseguir se aposentar com o teto máximo do INSS ficou mais difícil. 

Na regra antiga, a pessoa teria como base de cálculo para a aposentadoria os maiores salários recebidos e, consequentemente, as maiores contribuições. Com a reforma, o INSS leva em consideração 100% da média de salário e contribuição. Ou seja, a pessoa tem que ter contribuído com o valor máximo para o INSS desde o primeiro salário, qualquer valor abaixo puxa a aposentadoria para baixo do teto máximo. 

Vale lembrar que quem já fazia jus à aposentadoria quando houve a reforma, pode se aposentar se valendo das regras antigas. 

Vamos explicar detalhadamente para você entender como funciona o cálculo.

Levando em consideração a média de todos os salários de contribuição desde julho de 1994, o aposentado receberá 60% + 2% ao ano de contribuição, acima de 20 anos de contribuição para os homens ou acima de 15 anos de contribuição para as mulheres.

Desse modo, para ter 100% do valor de todos os salários de contribuição, o trabalhador terá que contribuir durante 40 anos, se for homem, ou 35 anos, se for mulher.

Por exemplo, se João tem 30 anos de tempo de contribuição, ele receberá 60% + 20% (2% x 10 anos acima de 20 anos de contribuição) = 80% do seu Período Base de Cálculo.

Conforme dito anteriormente, isso faz com que o valor do benefício seja reduzido, porque a pessoa só receberá 80% da média de todos os seus salários de contribuição.

Tem como aposentar com o teto máximo do INSS?

Depois desse balde de água fria, você deve estar se perguntando se realmente tem como se aposentar com o teto máximo do INSS, e a resposta é: depende!

É pouquíssimo provável que alguém consiga se aposentar com o valor máximo, uma vez que praticamente ninguém começa a vida profissional contribuindo com o valor máximo ao INSS. Mas mesmo não alcançando o teto, você pode melhorar consideravelmente sua renda na aposentadoria.

Se você não recebe um salário tão alto e não tem no contracheque o desconto máximo ao INSS, você pode realizar esse pagamento “por fora”, pelo MEI. Você deve subtrair o seu salário como empregado, doméstico ou avulso pelo valor do Teto do INSS do ano vigente.

Após isso, você deve contribuir com 20% sobre esse resultado da subtração como contribuinte individual ou MEI.

Uma pessoa que recebe R$ 4.000,00 por mês em 2021, teria que aplicar uma alíquota de 20% em cima de R$ 2.433,57 para completar o teto do ano que é R$ 6.433,57. Ou seja, contribuir 20% sobre o valor faltante do seu salário subtraído com o teto do INSS no respectivo ano.

Quando trata-se de muitos números o entendimento pode ser um pouco mais difícil, pensando nisso, o governo federal oferece uma plataforma que simula aposentadoria. Faça a sua!

Quem paga previdência privada precisa pagar INSS?

Pagamento à vista ou parcelado: Qual é a melhor opção na Hora das Compras?